JORNAL REALIDADE

Pente fino no auxílio saúde

Mais de 800 mil pessoas vão ser chamadas para perícia médica.
Por: Isadora Picolo 15/08/2016 ás 08:00 - Atualizado em 15/08/2016 ás 09:40
Pente fino no auxílio saúde

O auxílio doença e a aposentadoria por invalidez vão passar por um pente fino. Em meados de setembro mais de 800 MIL pessoas vão ser convocadas a ir até o INSS fazer uma perícia médica. A regra vale para quem recebe o auxílio ou a aposentadoria há mais de DOIS anos sem ter feito nenhuma perícia. Aposentados com mais de 60 anos não entram nessa regra. Vão ser chamadas, primeiro, as pessoas mais jovens que recebem o auxílio doença há mais tempo. O diretor de saúde do trabalho do INSS, César Augusto de Oliveira, explica que as pessoas vão ser convocadas por carta, e, se for o caso, também por telefone.
Segundo o INSS, essas são as únicas formas de convocação. E-mails ou mensagens não vão ser utilizados para chamar os beneficiários para fazer a perícia. E Para quem não for chamado, não há necessidade de se preocupar, nem de ir ao INSS. “Não vai acontecer nada com o benefício de quem não for chamado”, garante César Augusto.
O auxílio-doença é um benefício que o trabalhador recebe quando, devido a uma doença ou um acidente, ele fica temporariamente incapacitado de fazer o trabalho./Já a aposentadoria por invalidez é quando o trabalhador fica permanentemente incapacitado para fazer qualquer trabalho. A perícia do INSS é uma forma de saber quem ainda não pode voltar a trabalhar e quem já pode voltar ao trabalho. Por isso, é necessário levar exames e documentos que comprovem a doença ou o acidente.
Caso o trabalhador tenha perdido, ou não tenha mais os exames, também não precisa se preocupar. Caso haja a necessidade o perito do INSS pode pedir ao trabalhador que ele consulte um médico e volte com novos resultados de exames. Para tirar dúvidas sobre o auxílio doença e a aposentadoria por invalidez basta acessar www.previdencia.gov.brou ligar no número 135. O telefone funciona de segunda à sábado, de SETE da manhã até as DEZ horas da noite.

Com informações da BR Mais News

MAIS NOTÍCIAS