JORNAL REALIDADE

Debike registra quase 10 mil viagens em 30 dias

Para celebrar primeiro mês do projeto DeBike, grupo Serttel, Unimed Goiânia e prefeitura lançam a Cartilha do Ciclista com orientações para pedalar com segurança
Por: A redação 23/01/2017 ás 14:14 - Atualizado em 23/01/2017 ás 14:14
Debike registra quase 10 mil viagens em 30 dias

As bicicletas públicas compartilhadas completam um mês de funcionamento nas ruas de Goiânia e os números contabilizados mostram que o projeto conquistou os goianienses. Em 30 dias, quase 10 mil viagens foram realizadas pelas 150 bikes, que estão disponíveis em 15 estações. A frequência de uso das verdinhas na Capital, segundo dados do grupo Serttel, responsável pela operação do sistema, supera em 50% cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Buenos Aires, na Argentina.

Para comemorar o primeiro mês do Projeto DeBike, a Prefeitura de Goiânia, grupo Serttel e Unimed Goiânia lançam a Cartilha do Ciclista, que será disponibilizada no site www.debikegoiania.com.br, no período da tarde desta sexta-feira, 20. A publicação tem dicas para pedalar com segurança pelas ruas, orientações de primeiros socorros e as regras de circulação previstas pelo Código Brasileiro de Trânsito (CTB).

A cartilha também traz informações sobre como denunciar o mau uso das bicicletas. Por ser um projeto de compartilhamento, cada usuário deve fazer a sua parte para manter as bicicletas em bom estado. Detectada a danificação da estação ou o uso da bicicleta de maneira incorreta, qualquer pessoa pode denunciar os casos para a Polícia Militar, pelo 190.

O diretor comercial da Serttel, Israel Leite de Araújo, afirma que o DeBike é uma opção de transporte sustentável, que está com forte adesão em Goiânia. Nestes primeiros 30 dias, o sistema calculou 9.802 viagens até a manhã desta sexta-feira, 20 de janeiro. Uma média de 333 viagens/dia.

Os domingos são os dias de maior procura. O número recorde de viagens, 530 em um único dia, foi registrado no último domingo, 15. Durante a semana, o fluxo de utilização das bicicletas compartilhadas também é intenso e a maior procura ocorre na estação localizada na Praça Universitária. “O projeto foi bem aceito pela população goianiense. Os números mostram que a iniciativa é um sucesso total. Além de ser um meio de transporte não poluente, a bicicleta traz benefício para a saúde”, afirma Araújo.

O diretor avalia que a tendência é que a utilização das bikes cresça ainda mais com o retorno do período escolar. O funcionamento do Projeto DeBike pode ser acompanhado em tempo real, pela internet, no site www.debikegoiania.com, onde são catalogadas as viagens, o mapa das estações, os locais onde há bicicletas disponíveis e o nível de compensação ambiental pelas toneladas de crédito de CO2 geradas com o uso do transporte não poluente.

Como usar o sistema
Para utilizar a bicicleta pública compartilhada, o cidadão deve baixar o aplicativo GynDeBike, em seu celular, preencher os dados, escolher o período de utilização e efetuar o pagamento via cartão de crédito. Para cada tipo de periodização, há uma taxa diferente de uso: R$ 4 para um dia, R$ 8 mensal, R$ 35 semestral e R$ 70 anual.

Em seguida, basta selecionar, via celular, a estação e a bicicleta que irá retirar. As estações de compartilhamento das bicicletas públicas funcionam todos os dias, das 6h às 22h59 para retirada de bicicletas e 24 horas por dia para devolução.

O veículo é automaticamente liberado para ser utilizado pelo período de 60 minutos em dias úteis e 90 minutos aos domingos e feriados. A empresa operadora tem todo o controle de utilização das bicicletas. As regras de uso da bicicleta permitem que uma pessoa utilize mais de uma vez. Basta apenas, após o uso da bike pelo período determinado, aguardar 15 minutos para retirar a bicicleta em uma nova utilização. Pelas regras de uso, não há limite de viagens por pessoa.

Decorrido o prazo estipulados sem a entrega, é debitada uma multa no cartão do usuário no valor de R$ 5 por cada 60 minutos excedentes. Aos domingos e feriados, o prazo passa para 90 minutos.

A devolução da bicicleta pode ser realizada em qualquer estação disponível e deve ocorrer dentro do horário estipulado. Na hora de entrega, é preciso encaixar a bicicleta e verificar se a mesma está devidamente travada. Se a estação estiver sem espaço para receber a bicicleta, o cidadão pode entrar em contato com a Central de Relacionamento ao Usuário pelo telefone 4003-0397.

Confira onde estão as estações da DeBike
1. Paranaíba: Canteiro central da Avenida Goiás, próximo ao Mercado Aberto da Paranaíba, esquina com aAvenida Paranaíba
2. Bandeirante: Canteiro central da Avenida Goiás, em frente ao Monumento Bandeirante, esquina com aAvenida Anhanguera
3. Praça Universitária:Estacionamento no anel interno da Praça Universitária, próximo ao Museu daPontifícia Universidade Católica de Goiás - esquina com a Avenida Universitária
4. Praça Cívica: Em frente ao Museu de Arte de Goiânia, esquina com a Avenida Universitária
5. Buritis: Alameda Buritis, em frente ao Bosque dos Buritis, esquina com a Rua Gercina Borges
6. Praça Tamandaré: Rua 07,oposto ao Banco Bradesco, esquina com a Avenida Assis Chateaubriand
7. Lago das Rosas: AvenidaAssis Chateaubriand, no canteiro central, oposto ao Posto Ipiranga, esquina coma Rua T-07
8. Unimed: Rua T-07, na Praça Gilson Alves de Souza, esquina com a Rua T-01
9. Praça do Sol: Rua R-09, na Praça do Sol, oposto ao Cartório Índio Artiaga, esquina com a Rua João deAbreu
10. Bougainville: Rua 09, em frente ao Shopping Bougainville, esquina com a Rua 36
11. Marista: Rua 15, oposto ao Centro de Diagnóstico em Radiologia, esquina com a Rua T-55
12. Areião: AvenidaAmericano do Brasil, em frente ao Parque Areião, esquina com a Rua 135
13. Ricardo Paranhos: Canteiro central da Alameda Ricardo Paranhos, oposto ao Restaurante Paim Grill, esquina com a Rua 1128
14. Vaca Brava: Parque Vaca Brava, na Avenida T-03, oposto à Galeria Pátio do Lago, esquina com a AvenidaT-10
15. T-63: Rotatória da S-01, embaixo do Viaduto João Alves de Queiroz, próximo ao Posto Ale, esquina com aT-63

Com informações da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

MAIS NOTÍCIAS